Censo Bianual dos Servidores Públicos do Poder Executivo do Estado do Espírito Santo

O Censo Bianual, instituído pela Portaria Nº 22-R/2017, é voltado aos servidores ativos efetivos, civis e militares, comissionados, celetistas, municipalizados e os beneficiários de pensão especial, pensão judicial e complementação de aposentadoria custeada pelo Erário.

COMO PROCEDER

O Censo Bianual, instituído pela Portaria Nº 22-R/2017, é voltado aos servidores ativos efetivos, civis e militares, comissionados, celetistas, municipalizados e os beneficiários de pensão especial, pensão judicial e complementação de aposentadoria custeada pelo Erário.

Ano par: servidores aniversariantes nos meses pares (fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro)  

Ano ímpar: servidores aniversariantes nos meses ímpares (janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro)

Os objetivos da iniciativa são de melhorar a qualidade dos dados armazenados na base do Sistema de Administração de Recursos Humanos do Espírito Santo (Siarhes), garantir maior segurança às informações pessoais dos servidores e aprimorar a gestão de pessoal e o controle de informações previdenciárias.

Obs:. Não havendo dados a serem alterados ou adicionais a serem informados, o servidor ficará responsável pela declaração de que não apresentou os documentos comprobatórios por estarem atualizados e corretos.

ATENÇÃO

DIANTE DO ESTADO DE EMERGÊNCIA DECRETADO EM VIRTUDE DA PANDEMIA MUNDIAL CAUSADA PELA TRASMISSÃO DO CORONAVÍRUS, EM ESPECIAL, PELO DISPOSTO NO ART. 15 DO DECRETO Nº 4629-R, PUBLICADO EM 16 DE ABRIL DE 2020. INFORMAMOS QUE A OBRIGATORIEDADE DE REALIZAÇÃO DO CENSO BIANUAL (RECADASTRAMENTO) AOS SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS ESTÁ SUSPENSA POR PRAZO INDETERMINADO.

ART. 15 DO DECRETO Nº 4629-R/2020: "Fica, excepcionalmente, suspensa a obrigatoriedade de realização do Censo Bianual (recadastramento) para os servidores públicos."

    2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard