Governo do Estado do Espírito Santo

Censo Bianual dos Servidores Públicos do Poder Executivo do Estado do Espírito Santo

O Censo Bianual, instituído pela Portaria Nº 22-R/2017, é voltado aos servidores ativos efetivos, civis e militares, comissionados, celetistas, municipalizados e os beneficiários de pensão especial, pensão judicial e complementação de aposentadoria custeada pelo Erário.

COMO PROCEDER

O Censo Bianual, instituído pela Portaria Nº 22-R/2017, é voltado aos servidores ativos efetivos, civis e militares, comissionados, celetistas, municipalizados e os beneficiários de pensão especial, pensão judicial e complementação de aposentadoria custeada pelo Erário.

Ano par: servidores aniversariantes nos meses pares (fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro)  

Ano ímpar: servidores aniversariantes nos meses ímpares (janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro)

Os objetivos da iniciativa são de melhorar a qualidade dos dados armazenados na base do Sistema de Administração de Recursos Humanos do Espírito Santo (Siarhes), garantir maior segurança às informações pessoais dos servidores e aprimorar a gestão de pessoal e o controle de informações previdenciárias.

                                                                                     IMPORTANTE

Com a revogação do Decreto nº 4629-R/2020, o censo do exercício de 2020 volta a ser obrigatório para todos os servidores que nasceram em mês par. A  Portaria Nº 46-R, DE 28 de setembro de 2020 determinou que os servidores públicos, que deixaram de realizar o recadastramento nos meses de abril, junho e agosto, deverão regularizar sua situação nos meses de outubro, novembro e dezembro, respectivamente.

Obs:. Não havendo dados a serem alterados ou adicionais a serem informados, o servidor ficará responsável pela declaração de que não apresentou os documentos comprobatórios por estarem atualizados e corretos.

    2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard