Governo do Estado do Espírito Santo
04/01/2018 09h53 - Atualizado em 04/01/2018 09h54

Balanço 2017: EaD da Esesp capacita 3,7 mil no ano

A possibilidade de capacitação com qualidade, flexibilidade de horário e sem a necessidade de locomoção até Vitória atraiu milhares de servidores estaduais e municipais para os cursos on-line ofertados pela Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp). Em 2017, 3.703 profissionais foram capacitados por meio dessa modalidade de ensino.

A Escola de Governo registrou também um crescimento significativo no número de pessoas atendidas por meio da sua plataforma virtual. Se comparado ao ano anterior, houve uma elevação de 61%: entre janeiro e dezembro de 2017, foram registrados 1.410 capacitados a mais do que no mesmo período de 2016, quando o número foi de 2.293.

De acordo com a diretora-presidente da Esesp, Dângela Bertoldi Volkers, o resultado consagra a qualidade da Educação a Distância da autarquia. Ela lembrou que desde 2015, quando o portal ead.es.gov.br foi lançado, uma série de revisitas e atualizações foi feita para que a experiência dos cursistas pudesse ser sempre a mais positiva e proveitosa.

“A EaD tem sido uma importante opção para democratizar o acesso aos nossos cursos, e tem dado certo. Além das diversas ferramentas que os servidores encontram na plataforma, eles também são acompanhados por um docente, que ajuda e tira dúvidas dos participantes. São esses cuidados que nos diferem e nos permitem comemorar um número tão expressivo”, disse.

Novos cursos e demandas

E não foi só o número de capacitados que cresceu. A modalidade também passou a contar com novos cursos. De acordo com a equipe de EaD, atualmente a instituição possui 14 cursos on-line prontos para serem ofertados. Deles, quatro foram lançados em 2017: Gestão Orientada para Resultados; Redação Oficial; Excel; e Liderança e Gestão Estratégica.

Os bons resultados levaram outras Secretarias a procurarem a Escola de Governo para firmarem parcerias. Junto com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por exemplo, foi desenvolvido o "Curso Básico em Vigilância Epidemiológica", pela primeira vez disponibilizado neste formato. Ele foi dividido em cinco módulos e teve 120 vagas.

O objetivo foi levar aos profissionais estaduais e municipais lotados na Vigilância em Saúde ou na Atenção Primária das quatro regiões de Saúde do Estado princípios básicos do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica visando à melhoria da capacidade de resposta e promovendo a implementação qualitativa desses serviços nos municípios.

E junto à Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) foi colocado no ar o curso "A Política de Segurança Alimentar e Nutricional". Com carga horária de 40 horas, a ação foi destinada a servidores públicos, membros de conselhos e sociedade civil envolvidos nessa temática no Espírito Santo. Nessa primeira turma foram abertas 150 vagas. A intenção é que em 2018 sejam abertas outras três, qualificando até 600 pessoas.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Esesp

Renan Correia Chagas

renan.chagas@esesp.es.gov.br

Tel.: 3636-6720 / 3636-6719

 

Assessoria de Comunicação da Seger

Vitor Possatti Rodrigues

 

Texto: Renan Chagas

 

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard